terça-feira, 3 de maio de 2016

Navio-veleiro da Marinha está aberto para visitação em São Francisco do Sul

 

Navio-veleiro da Marinha está aberto para visitação em São Francisco do Sul Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Barco está no Porto de São Francisco do SulFoto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS
Hassan Farias
Porto de São Francisco do Sul recebe a visita ilustre do navio-veleiro Cisne Branco, da Marinha do Brasil. O visitante poderá conhecer toda a embarcação nesta terça-feira, quando ela estará aberta para visitas gratuitas, das 14 às 18 horas. Os interessados podem chegar na portaria do porto e solicitar a entrada.

Leia as últimas notícias sobre Joinville e região no AN.com.br

O Cisne Branco foi construído em Amsterdã, na Holanda, em 1999. Ele foi incorporado à Marinha no ano seguinte para participar das atividades em comemoração aos 500 anos de descobrimento do Brasil, realizando a travessia do Oceano Atlântico pelo mesmo caminho percorrido por Pedro Álvares Cabral.

O navio-veleiro é inspirado nos antigos “clippers”, do século 19, mas é uma embarcação moderna e representa o Brasil em grande eventos náuticos nacionais e internacionais. Além disso, é usado no treinamento dos marinheiros em formação, principalmente, dos aspirantes da Escola Naval. Eles realizam manobras de vela, tarefas nos conveses, navegação e marinharia. O Cisne Branco tem 76 metros de comprimento, 46 metros de altura, 31 velas e 51 tripulantes, com capacidade para 31 tripulantes em treinamento.

A visita a São Francisco do Sul faz parte dos eventos náuticos deste ano realizado pelo Cisne Branco. Ele zarpou do Rio de Janeiro no dia 4 para a viagem de representação de 37 dias. Em Santa Catarina, já passou por Itajaí e Florianópolis e fica na cidade do Norte catarinense até esta terça-feira, quando se desloca para a última visita, em Paranaguá (PR).

Cerimônia
No final da tarde desta segunda-feira, foi realizado o cerimonial de arriamento da bandeira, com a presença de autoridades da Marinha e de São Francisco do Sul, que marca a passagem da embarcação. A última vez em que ela esteve na cidade foi em 2011. O culto à bandeira é considerada uma das maiores tradições navais brasileiras e, diariamente, às 11 horas ocorre o hasteamento do símbolo nacional, que é arriado ao pôr do sol.

Nenhum comentário:
Write comentários