domingo, 7 de fevereiro de 2016

Pai de cabo da Marinha morta em assalto no Rio vai processar o estado

 

O corpo de Monique Santanna dos Santos Nascimento foi sepultado no Cemitério de Raiz da Serra, em Piabetá, Magé, Baixada Fluminense

DR
A família da cabo da Marinha Monique Santanna dos Santos Nascimento, de 23 anos, morta numa tentativa de assalto, em Cascadura, Zona Norte do Rio, vai processar o estado. A decisão, segundo o pai da vítima, Osanildo Magal, foi tomada devido à falta de segurança na cidade:
PUB
O corpo da militar foi sepultado no Cemitério de Raiz da Serra, em Piabetá, Magé, Baixada Fluminense. Cerca de 200 pessoas foram se despedir da jovem, que foi enterrada com honras militares.
Monique estava em casa, quando dois bandidos armados abordaram um grupo de amigas dela que colocavam as malas no carro —- elas viajariam para Cabo Frio, na Região dos Lagos, onde passariam o carnaval. Atraída pelo barulho, a garota saiu de casa e foi até o portão. Ao abri-lo, fez um barulho que chamou a atenção dos criminosos. Foi quando um deles atirou e a acertou no peito.

Nenhum comentário:
Write comentários