terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Marinha combate possíveis focos do Aedes aegypti em órgãos públicos federais no Distrito Federal

 


Militares inspecionam órgãos federais


Os militares do Comando do 7º Distrito Naval (Com7ºDN) realizaram, no dia 4 de fevereiro, uma varredura nos Palácios da Justiça, do Itamaraty e no Supremo Tribunal Federal, em busca de eliminar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da chikungunya e do Zika vírus.
Durante a ação, foram realizadas vistorias nas áreas externas dos órgãos, tais como: plantas, chalana, sacos plásticos, fossa, espelhos d'água e toldos. Embora fossem áreas de potencial risco de proliferação do mosquito, nenhum foco foi encontrado.
Dando continuidade a mobilização, o Com7ºDN convidou o chefe da Assessoria de Mobilização Institucional e Social para Prevenção à Dengue do Distrito Federal, Ailton Domício, para ministrar palestra sobre o Aedes aegypti aos militares, com o objetivo de habilitar novos multiplicadores.

Nenhum comentário:
Write comentários