quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Policiais militares são presos acusados de tentar matar cabo da Marinha

 




Rio - Dois soldados da PM, lotados na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha, no Complexo do Alemão, foram presos nesta quarta-feira acusados de tentar matar o cabo da Marinha Frederico Leon Vidal Pedrosa, de 22 anos, na saída de uma casa de shows no bairro Colégio, na Zona Norte.
O crime, ocorrido no dia 21 de dezembro na casa de shows Toriba 22, na Estrada do Barro Vermelho, teria sido motivado por ciúmes. Um dos policiais, o soldado Carlos Antonio Monteiro Souza Junior, de 30 anos, é atual companheiro da ex-noiva da vítima. Em depoimento, o marinheiro negou ter contato com a ex desde o término do relacionamento e no dia do crime estava acompanhado de outra jovem. Frederico levou três tiros, na mão, costas e lombar. Ele passa bem e se recupera em casa.

Carlos e o outro policial, Thyago Ivan da Silva, 27 anos, ainda respondem inquérito por uma agressão que teria ocorrido no mesmo dia em um pagode na Penha, também na Zona Norte. Eles foram presos em casa por policiais da 40ª DP (Honório Gurgel) e da Corregedoria da PM. Contra os dois policiais foram cumpridos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão, expedidos pela Justiça. Na ação foram apreendidos munições e armas de brinquedo.

Nenhum comentário:
Write comentários