domingo, 3 de janeiro de 2016

Policiais constroem casa para senhora que morava em barraco coberto por plástico

 

A história de hoje além de ser emocionante, nos dá um pouco mais de esperança na humanidade. Nove heróis do 17º Batalhão da Polícia Militar, que atuam na área Norte da Região Metropolitana, realizaram o sonho de uma família em busca de uma vida digna. No dia 23 de dezembro, quase às vésperas do natal, eles entregaram uma casa construída para Laudice França Melo, de 53 anos e seus dois filhos. A senhora que vivia em um barraco de madeira, coberto por plástico na Primeira Travessa da Rua Elízio Pessoa, Cidade da Criança, Itapissuma, agora mora em uma bela casa de alvenaria com dois quartos, sala, cozinha e banheiro.
pol
Há 4 anos atrás, a cabo Flávia Ventura teve o primeiro contato com a família, através de uma ação do programa Polícia Amiga, que tem como objetivo, livrar as crianças e adolescentes da criminalidade. O projeto que visita escolas nas periferias das cidades, encontrou dois irmãos, na época eles tinham cerca de oito e nove anos de idade, ambos estavam com um comportamento inadequado na escola. A policial se interessou em saber mais sobre a realidade que os garotos viviam e se deparou com uma família vivendo em condições precárias, em um segundo barraco de madeira erguido depois da chuva levar a primeira moradia. Sem saneamento básico, faziam as necessidades em uma bacia instalada com uma fossa improvisada.

barr
Família morava há anos neste barraco de madeira, coberto por plásticos. Foto: cabo Adriana Ventura
Desde então, a Policia Militar reuniu colegas do batalhão para ajudar com doações de cestas básicas, roupas, mas não era suficiente. Há um ano, a irmã da cabo Flávia, a também cabo da PM Adriana Ventura, voltou ao local e encontrou as mesmas condições sub-humanas. Desta vez, a meta seria outra: construir uma casa para mãe e filhos. “Tiramos fotos e fizemos um cartaz que foi exibido na sede do batalhão e levado para outros batalhões. Abrimos uma conta para arrecadar doações em dinheiro, mas não foi o bastante. Decidimos ir a campo, pedir o apoio de amigos e comerciantes locais, de onde veio a maior ajuda. Um armazém doava tijolos, o outro cimento, o outro telhas”, comentou Flávia.
Segue nomes dos heróis que fizeram parte desse sonho realizado: cabo Flávia Ventur, cabo Adriana, soldado Alberto, soldado Miriam, cabo Joel Barros, cabo Davi, cabo Flávia, cabo Pedro, cabo Paschoal e cabo Ronaldo. Todos comemoram a mudança de vida de uma família. As crianças continuam estudando e o mais velho ajuda nas despesas da casa atuando em uma banca de frutas na feira local.

Nenhum comentário:
Write comentários