quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Jovem mineiro morre durante treinamento de adaptação da Marinha no Rio de Janeiro

 










As causas da morte de um jovem mineiro de 20 anos durante um curso da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante, no Rio de Janeiro, estão sendo apuradas. Marco Túlio de Oliveira Reis começou a passar mal na terça-feira e foi internado em um hospital. No outro dia, sofreu uma parada cardíaca e não resistiu. O corpo deve ser levado ainda hoje para Entre Rios de Minas, na Região Central de Minas Gerais, onde será enterrado. Familiares cobram explicações da Marinha sobre o que causou a morte do jovem. 


Marco Túlio foi para a escola da Marinha no domingo, para fazer o treinamento de adaptação. Na terça-feira, começou a apresentar febre. “Pelo o que nos foi relatado, ele foi internado, pois vomitou sangue. No dia seguinte, sofreu uma parada cardíaca, mas não sabemos ao certo como aconteceu”, explicou a professora universitária Ana Carolina Gonçalves Reis, tia do rapaz. 



O corpo do jovem foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) na manhã desta quinta-feira, para ser autopsiado. A expectativa da família é levá-lo para a cidade natal para o enterro ainda hoje. “Ele era uma pessoa saudável, que não tinha nenhum problema de saúde. Para entrar na Marinha, teve que fazer uma preparação, com testes físicos e exames. Por isso, a notícia da morte pegou todos de surpresa”, diz Ana Carolina. 




Logo depois da morte, a mãe do jovem, que mora em Nova Friburgo, foi procurada por militares que lhe deram a notícia. O pai de Marco Túlio, que mora em Goiás, foi comunicado por telefone. Mesmo com o apoio, os familiares pedem mais informações por parte da Marinha. “Estão dando todo o suporte e vão arcar com tudo. Mas o que ficou ruim foi a falta de informação. Não sabemos o que aconteceu. Podiam, pelo menos, ter feito um comunicado no jornal diário deles”, reclama a tia do jovem. 


Em nota, a Marinha do Brasil informou que Marco Túlio foi levado para o Departamento de Saúde do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, às 23h50 de terça-feira com febre alta. Por causa do seu estado de saúde, foi transferido para o Hospital Naval Marcílio Dias, onde morreu. Um procedimento administrativo foi aberto para averiguar os fatos. Sobre a causa da morte, a Marinha informou que somente exames no IML vão poder determinar. Por último, afirmou que está prestando todo apoio à família. 



A carreira na Marinha era um sonho de Marco Túlio. “No ano passado, ele passou em engenharia mecânica na Universidade Federal do Rio e estava cursando. Mesmo assim, continuou estudando parase tornar marinheiro. Infelizmente, aconteceu isso. A família está desesperada, pois ele tinha um futuro brilhante”, desabafou Ana Carolina

.

Nenhum comentário:
Write comentários