quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Marinha investiga origem do submarino encontrado no Pará

 



Uma investigação da Marinha do Brasil vai apurar se o submarino encontrado no município de Vigia, no nordeste do Pará, foi mesmo construído no Pará ou se ele estava sendo reaproveitado. A embarcação está desde a madrugada de terça-feira (22) no Grupamento Fluvial, em Belém.
saiba mais

O submarino, que mede 17 metros, foi encontrado há uma semana próximo a Vigia. A polícia acredita que ele tenha sido construido para transportar drogas com o financiamento de organizações criminosas da Colômbia. A polícia encontrou também um estaleiro onde a embarcação pode ter sido construída.

Investigações
O submarino chegou a Belém por volta de 2h da madrugada de terça-feira, partindo de uma área de mangue em frente a vila de Penha Longa, no município de Colares. A operação de transporte até a capital foi cuidadosa.

O peso de quase 15 tonaledas do submarino impediu o transporte pela estrada, que foi substituido pelo reboque via rio. Lanchas da Capitania dos Portos e do Corpo de Bombeiros deram apoio aos trabalhos.

"De princípio o Corpo de Bombeiros deslocou caminhões gincho, com equipes por terra e por água. Só que com a nossa análise no local, a gente observou que ficaria inseguro para as equipes e para o tráfico de veículos nas estradas onde a gente fosse passar. Então, por esse motivo, decidoms trazer ele rebocado por água, com segurança", afirmou o capitão Wagner Silva, do Corpo de Bombeiros.
Submarino foi encontrado em um rio no nordeste do Pará. (Foto: Divulgação/Polícia Civil do Pará)


"Nesse momento se estabelece uma nova etapa das investigações, ou seja, da própria Marinha do Brasil para chegar aonde essa embarcação se orinigonou, se realmente foi originada lá em Vigia ou se ela já veio de fora e estava sendo reaproveitada aqui", informou o diretor do Grupamento Fluvial, Dilermando Dantas.

Nenhum comentário:
Write comentários